Ergonomia é o principal foco das novas cabines de comando da Petrobras

As cabines de comando customizadas do Grupo C+ privilegiam a ergonomia, garantindo segurança e conforto aos operadores e redução de custos para a Petrobrás. Pensando em gerar harmonia entre o ser humano e o ambiente de trabalho, oferecer as condições mais adequadas para trabalhar em função das características e capacidades dos funcionários, a Petrobrás escolheu o Grupo C+ por se diferenciar no desenvolvimento soluções customizadas que privilegiam a ergonomia, para desenvolver e fornecer cabines de comando para seus guindastes. Desta forma nasceu a parceria entre a Petrobrás, seus operadores, o Comitê de Ergonomia da US-SAE/SMS e o Grupo C+ para a substituição de 3 cabines de operação de guindastes modelos Le Touneau existentes nas Plataformas P-III e P-IV. As soluções ergonômicas implantadas em cabines de operação e postos de comando do Grupo C+ estão de acordo com a NR17 – norma regulamentadora brasileira que trata da ergonomia e visa estabelecer parâmetros de adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores – de modo a proporcionar o máximo de conforto, segurança e vantagem econômica, uma vez que a melhoria do bem-estar do operador acarreta no aumento da produtividade e na  redução de acidentes, de afastamento e de ações trabalhistas contra a empresa.

A primeira etapa do projeto compreendeu o levantamento das condições de trabalho. Uma equipe do Grupo C+ visitou o local e ouviu as solicitações e sugestões da equipe de operadores sobre as condições de trabalho. Para um diagnóstico completo também foi realizado um estudo da cabine, do posto de comando e das atividades e operações realizadas. O estudo constatou a necessidade de substituição da cabine existente por uma mais adequada às exigências da operação, incluindo a troca do posto de comando por um ergonômico e a adequação de todos os instrumentos, como microfone e rádio, aos consoles.

O Grupo C+ desenvolveu uma solução integrada com todo o seu know-how em ergonomia, automação elétrica e mecânica e com o emprego de equipamentos modernos e tecnologia de ponta. Todas as demais fases do projeto, da fabricação até a montagem e testes de operação do guindaste, foram realizadas pelo Grupo C+. A nova cabine de operação foi feita em aço inox, e seu projeto privilegiou o amplo campo de visão proporcionado por vidros duplos laminados que também geram isolação termo acústica. Todos os componentes fornecidos, como o limpador pára-brisa naval e o sistema de ar-condicionado industrial são feitos em materiais de alta durabilidade, essenciais para ambientes agressivos. Além disso, todos os itens que foram instalados na cabine, como cortina quebra-sol e suporte para IHM com altura ajustável, visam a ergonomia da operação, propiciando aos operadores uma melhor condição de trabalho. Os postos de comando ergonômicos foram fabricados de acordo com as normas de Ergonomia NR 17. As poltronas especiais em estrutura reforçada em aço com estofamento em vinil vulcanizado garantem uma longa vida útil ao produto, além de contar com mais de 10 ajustes que proporcionam adequações para diferentes características físicas dos trabalhadores. Os postos de comando também possuem consoles articulados em aço inox, suspensão mecânica com base giratória, além de manetes com empunhadura ergonômica e apoio de punho em substituição aos reostatos de comando existentes. Todos os elementos de controle foram posicionados de forma a diminuir movimentos inadequados que pudessem causar alguma desatenção durante a operação do guindaste.